Os Principais Tipos De Poluicao

poluição do solo

A poluição do solo é causada pelos lixos que as pessoas deixam no chão da sua casa, da sua rua, do jardim da sua cidade, do pinhal ou das matas quando fazem um piquenique… da berma das estradas quando vão de carro e atiram lixo pela janela… e também nas praias, quando, no final de um agradável dia de Verão passado à beira-mar, regressam às suas casas mas deixaram os restos e os lixos na areia.

P_solo1.JPG

poluição por produtos químicos

- pelos produtos químicos que os agricultores utilizam para combater as doenças das suas plantas, e que as águas das chuvas arrastam para os rios e para os lençóis de água existentes no subsolo;

pela lavagem clandestina, ou seja, não autorizada, de barcos no alto mar, que largam combustível;

- pelos resíduos nucleares radioactivos, depositados no fundo do mar;

- pelos naufrágios dos petroleiros, ou seja, acidentes que causam o derrame de milhares de toneladas de petróleo, sujando as águas e a costa e matam toda a vida marinha – as chamadas marés negras

petrol.JPG

poluição das águas

  • A poluição das águas é proveniente de várias origens, dentre muitas as principais são:

Poluição industrial: a maioria das indústrias não faz o tratamento de seus dejetos, assim são conduzidos à natureza sem maiores cuidados, quase sempre são escoados para rios e lagos, como são produtos químicos deixam um rasto de destruição ambiental em plantas e animais.

Insumos agrícolas: na atividade agrícola são usados diversos agrotóxicos e fertilizantes, porém, além de matar pragas e adubar o solo, esses elementos químicos favorecem a contaminação dos mananciais. Quando a aplicação de ambos é realizada esses permanecem nas plantas e no solo, com a chuva uma parcela das substâncias escoa em forma de enxurrada até atingir o curso de um rio ou córrego, uma parte é absorvida pelo solo e chega ao lençol freático. Posteriormente, essa água vai abastecer propriedades rurais e cidades, contamina simultaneamente pessoas que vivem em área urbana, rural, além dos animais domésticos e silvestres que ingerem essa água levando-os, em vários casos, à morte.

Esgoto doméstico: esse tipo de poluição das águas acontece, muitas vezes, pela omissão do Estado que não disponibiliza tratamento de esgoto à sua população, com isso todos os dejetos de origem humana são despejados diariamente em rios e lagos. Ao receber tamanha quantidade de esgoto o manancial fica sem vida e concentra diversas doenças.

Poluição do ar

A vida humana, bem como a dos animais e das plantas que vivem em contato diret
o com o ar, está adaptada aos componentes do ar e à taxa com que eles ocorrem na atmosfera. Assim, duas alterações podem revelar-se prejudiciais e constituir poluição do ar: alteração nas taxas dos componentes normais e introdução de substâncias estranhas na atmosfera.

Alterações nas taxas dos componentes do ar ocorrem, por exemplo, em ambientes fechados, com aglomeração de pessoas. Nessas condições, o ar torna-se excessivamente úmido, com redução de oxigênio e aumento de dióxido de carbono, além de superaquecido. Mais do que as alterações nas taxas de oxigênio e de dióxido de carbono, o vapor de água e o excessivo calor respondem pelo mal-estar que as pessoas sentem nesses recintos fechados. É, sem dúvida, um caso particular de poluição, em que os agentes poluidores são os próprios componentes do ar normal.

A poluição atmosférica mais freqüente na natureza é, no entanto, causada por substâncias estranhas, liberadas por diversos agentes poluidores.

Um dos principais agentes poluidores da atmosfera é o automóvel, que, com seu motor a explosão, libera monóxido de carbono (CO), formado a partir da combustão incompleta, pois a completa resulta em dióxido de carbono (CO2).

O monóxido de carbono é um gás extremamente perigoso, sem cheiro, que se mistura ao ar e é inspirado. Passa, então, para o sangue e associa-se à hemoglobina, formando um composto relativamente estável: a carboxiemoglobina. A hemoglobina, ocupada pelo monóxido de carbono, não pode transportar oxigênio, causando, dessa forma, um tipo de asfixia que pode comprometer a vida.

Os motores a explosão não são os únicos agentes poluidores responsáveis pela liberação de monóxido de carbono na atmosfera, mas são, certamente, os mais importantes. É sempre necessário extremo cuidado com os gases liberados por veículos parados, com o motor em funcionamento, em garagens, túneis e outros lugares de ventilação limitada.

As combustões incompletas de alguns combustíveis podem produzir, além do monóxido de carbono, alguns hidrocarbonetos gasosos e óxidos de nitrogênio. Estes dois últimos subprodutos combinam-se na atmosfera em presença de luz solar, produzindo outras substâncias mais tóxicas: o ozônio (O3) e o nitrato peroxiacetílico (PAN). Essas duas substâncias causam no homem desconforto respiratório e irritação nos olhos seguida de lacrimejamento. O excesso de O3, determina aumento na taxa respiratória das plantas, que acabam morrendo por consumir desnecessariamente a glicose armazenada. Para piorar a situação, o PAN inibe a fotossíntese e a planta morre por não poder mais sintetizar seus alimentos. Existem certas variedades de plantas que são muito sensíveis a esses fatores e o seu cultivo não tem sido mais possível em áreas próximas das grandes cidades.

poluicao.jpg

Tipos de Poluição

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License